quarta-feira, 28 de outubro de 2009

O ENSINO PÚBLICO E A COMUNIDADE "A DOUTRINA QUE NÃO PODE PEGAR"


O ENSINO PUBLICO E A COMUNIDADE
"A DOUTRINA QUE NÃO PODE PEGAR"


O professor não vai à escola para ser doutrinado pelos paneleiros, esta dentro da sala de aula, apenas para ensinar. A missão é nobre por isso sem fim. Onde a realidade, se funde a ponto de apenas gente com funções diferentes, formarem-na, o óbvio é encontra-la sadia.
As pessoas com funções de alunos e a pessoa com função de ensinar, formam a única química permitida.
Para o mestre verdadeiro, o contato com o discípulo só lhe dá a alternativa de evoluir junto, sem isso logo estará superado. Na Arte Marcial ele morre em combate com quem deveria sempre estar ensinando. Evoluindo também.
Aprender, para o mestre só pode ser coisa normal, como o é também para o discípulo. Assim o mestre será sempre mestre.
Como pode alguém pensar, que inserido em contexto fora da realidade, pode, por pachorra apenas querer ensinar? Autorizando quem tem direito. Não precisa. Menos ainda proibir.
Se alguém tem humildade para colocar-se em um meio amplo e socializado, é porque tem importância para democratizar.
Como o professor de escola publica pode padecer em mãos dos estudantes e ao mesmo tempo achar-se professor? O mais lógico é acreditarmos em sua submissão aos que embevecidos de poder ousaram e conseguiram doutrina-lo. Esse é fraco!
Optando pela maioria aproxima-se da realidade e faz seu trabalho com tranqüilidade.
Hei! Professor se liga! O estudante não pode ser lesado em sua proposta de matricular-se apenas por desejar aprender. A escola pertence à comunidade que não se dispõe às proibições mesquinhas do grupo pequeno que manda e se acha.

Líbano Montesanti Calil Atallah
Professor 


A REVISTA É UM ORGÃO DA
______________________________________________________
______________________________________________________