segunda-feira, 27 de setembro de 2010

SILVIA BLOCH PERSONALIDADE DO EMBU




SILVIA BLOCH
PERSONALIDADE DO EMBÚ

Como todos nós já estamos acostumados a ouvir falar de Embu das Artes, não ligamos muito para as noticias sobre grandes acontecimentos culturais daquele logradouro. Lembrando que estamos falando de São Paulo. Hora! Se antes todos nós íamos a Embu, porque agora paramos?
Sem explicação não dá!
Bem! Senhores leitores, é bom que todos saibam: Ali tudo continua de vento e em popa.
Eu tenho encontrado semanalmente Silvia Bloch na Feira de Antiguidade do MuBE, nós temos assistido a várias palestras na Câmara do Comercio França Brasil. Sempre nos preocupando com o que podemos aproveitar e aprender para transformar os conhecimentos e informações em bens culturais.
Não há um só domingo em que não se aproveita o tempo com planos e idéias. Ela faz questão de falar dos eventos em andamento, de seu prefeito Francisco Nascimento de Brito, de quem é admiradora; do secretário Paulo Oliveira, da pasta de Cultura.
Recentemente conversávamos sobre a Igreja Nossa Senhora do Rosário construída em meados do século XVII, a uma distância de vinte sete quilômetros de São Paulo e sobre a orientação do Padre Belchior Pontes. O historiador Leonardo Arroyo escreve em detalhes sobre esse monumento histórico no livro Igrejas de São Paulo. Sabe-se que a aldeia foi fundada por Fernão Dias Pais. Em 1624, doada aos jesuítas do Colégio de São Paulo. A doação está oficializada por documentação assinada pela viúva de Fernão Dias Pais.
Foi para lá que Silvia Bloch resolveu levar suas instalações e fixar residência, mas, claro, depois de ter somado experiências em viagens profissionais pelo mundo todo. Em conversa informal me contou sobre tudo o que aprendeu por lá, pela Europa. Sentia muitas saudades do Brasil, sofria por isso. Mas queria mesmo era ser jornalista, não importava o sacrifício. Disse-me ela, como se lamentasse ter vivido tão longe daqui, parece que o tempo não passava.
Hoje trabalhando com antiguidades e assessorando personalidades como jornalista internacional, fundou dentro da www.artponto.org a Galeria Silvia Bloch, especializada em antiguidades.
Neste domingo conversamos muito a respeito do 27º Salão de Artes Plásticas: Anuário Embu das Artes, onde artistas oriundos de todo o Brasil estão em exposição. É sabido o quão difícil foi para os jurados: Kátia Canton Monteiro, Oscar D’Ambrósio e Paulo Klein, selecionarem e depois premiarem com coerência os que se destacam no evento. O fato é que todos sem exceção são de altíssimo nível. São 110 artistas em cartaz.
Silvia me presenteou com o livro: Poética Das Artes, Antologia das Semanas Lítero-Culturais de Embu das Artes. Organizado pelo Governo Municipal através da Secretaria de Cultura. Com apresentação do prefeito Francisco Nascimento de Brito, outra do Secretário de Cultura Paulo Oliveira. Também com um poema em destaque de Paulo Gonda Presidente do Conselho Municipal de Cultura de Embu das Artes. Esse que termina fazendo a referência-tracadilho EMBUsca DAS ARTES do mundo!
Genial!
Os outros poetas do pitoresco lugar que também fazem parte da suíte, brilhantemente:
Arimatéia, Bina, Charles Brait, Chiu Yi Chih, Ditinho, Emerson Santana, Giulian Azrael, Hugo Fernando, Israel Lusitano, Isadora Prates Dias, Itagyba Kuhlmann, J, B. Romani, José Thomes, Mané do Café, Manoel Garcia, Márcio Amêndola, Mavot Sire, Nello Oliveira, Ney Silva, Pajeú, Renato Gonda, René Pérez Cautín, Sol, Takumi Matos, Tin Tin Alves, Viviane Neres, Wilson Coelho.
O livro impresso em papel reciclado patrocinado pela Companhia Suzano traz, de praxe, a mensagem embutida de integração à realidade ecológica atual.
Logicamente Silvia me dedicou o exemplar, com muita graça.
Ficou combinado que logo após as eleições irei pessoalmente a Embu para visitar, documentar o 27º Salão de Artes e para entrevistar os artistas presentes.
Até lá pessoal!

Líbano Montesanti Calil Atallah
 

A REVISTA É UM ÓRGÃO DA
______________________________________________________
______________________________________________________
Líbano Montesanti Calil Atallah